terça-feira, 13 de julho de 2010

O Despertar da Primavera

O Despertar da Primavera é um musical lindo. É um lindo bem diferente do lindo de Cats.
Particularmente, gosto mais das músicas e do enredo de O Despertar. Mas claro que sem desprezar os outros musicais...

Meu primeiro contato com O Despertar foi ainda na seleção do elenco, quando o Will estava viciado nisso e vivia me mandando vídeos deles (bons tempos).
Dai, quando entrou em cartaz no Rio, vi alguns outros vídeos, e quando veio pra São Paulo, queria porque queria ver.



E então, certo dia, estava lá Willian Paz no twitter, até que ganhou um par de ingressos para ver o espetáculo. Como bom amigo, me chamou, e lá fomos nós para o Teatro Sérgio Cardoso (contar a aventura que foi chegar lá e voltar de ônibus é história pra outro dia).
Tirando o fato que "cavalo dado não se olha os dentes", porque ficamos láááá no fundo, foi muito muito muito muito muito bom (o teatro nem é tão grande assim, e não estava lotado, então mesmo de longe, deu pra ver MUITO bem).
Primeiramente falando do elenco; não deve ser fácil fazer uma peça com uma reeenca de jovens e apenas dois adultos. Os adultos estavam maravilhosamente bem, e o jovens não estavam muito atrás. Parece que eles nasceram pra fazer aquela peça, os personagens se encaixaram perfeitamente.
E as vozes? Alguém me explica porque eles cantam TÃO bem? (ou porque eu canto tão mal?)
As letras (e a orquestra em si) são ótimas! São bem rock, e expressam tudo que os jovens passam.
O enredo, sem palavras, é tão atual que você esquece que a história se passa há anos atrás em algum país da europa. A montagem é incrível.

Atualmente está em cartaz com a sua segunda temporada no Teatro Frei Caneca. Curta temporada.
E eu estou louca pra (re)ver esse maravilhoso musical.
Então, se não tiver nada pra fazer, aqui fica a minha dica; Veja O Despertar da Primavera.
Fique ligado no twitter e no orkut que sempre eles estão sorteando convites!

Um pouco sobre O Despertar:
O Despertar da Primavera é um musical brasileiro de Charles Möeller e Claudio Botelho, adaptado do original estadunidense, Spring Awakening, que, por sua vez, é uma adaptação para o formato musical da peça homônima de Frank Wedekind, de 1891. A obra trata do fim da inocência durante a juventude através da descoberta tumultuosa da sexualidade, abordando temas como gravidez na adolescência, homossexualidade, incesto e suicídio.

3 comentários:

Caah disse...

O Despertar é Lindooooooooo
muito lindoo mesmoo, vale muito a pena ver.
Eu já fui duas vezes de graça 8.
haushaushuahsua

Fernando Souza disse...

Emocionante,

Acho incrivel como uma texto de um tempinho atrás pode ser tão atual, na medida de que as coisas passam tão rápidas e tudo é mto velho e ultrapassado.

Assumo que me emocionei bastante com essa turma,
e estou super ancioso pra rever e cantar junto com eles.

Teacher Daniel disse...

eu não assiti AINDA.
vamos juntos assistir? *-*

Postar um comentário